16.8.14

Meu querido mês de agosto ou balanço das vacances.

Mes amis, estamos tout bien
neste balance de vacances, tout et finné!

Em Tróia, correu maravillouse. De manhã iamos à la plage e a meio da tarde à la piscine. Nous enfants, Rose Marie e Marie Mercê, até que se estão a portar melhor este anné!

Bom, les cocós continuam a ser a meio de la refeição, e às vezes antes do prémiere mergulho de la matine o que nos deixa incrivelmente possué ( pessoas, possuídos, estão a ver não estão, a cena seguinte? onde, miúda, vais tu agora alivié? Pois! É uma espécie de complô? Não há horários... e é sempre aos gritos que anunciam a urgência, sobretudo em restaurantes! Mon Dieu mes amis!)     

Bon, agora no Algarve e depois do Choque frrrrrite em terras de Ricardo Salgado, o dono disto tudo... do mau e do bom... ai... ups... esperem... atendé! Agora por lá é só mosquites! 

Agora, em terras algarvias, estamos a soups de poison e ameijoas! Ah o paraiso mes amis amississimis!

Portanto le balance et trés bon!

Umas birras ici e acoli e tout bien! Maman frenétique, Pápa possué ( possuido, mes amis mas tout bien, ou não fosse o choque frrrrite e as clams!).

A praia, seja em Tróia seja nos Algarves transborda portugalidade! Um orgulho ma petite familia facebookiana, un trés jolie orgulho nacional!

Até já e ao nosso regresso, mes amis de meu coração, que agora nous vai a gozar nous querido més de Août!

Bisou, bisou! Até já!




4.8.14

Do início das férias.

Amanhã vamos de férias.
Já não serão umas férias em ângulos de 90°, que as minhas petizes estão mais crescidas.
Serei brindada como uma férias a 45° e isso já é muito bom.

Hã?

Sim pessoas, a 90°.
Quando ainda usam fraldas, quando ainda comem areia, quando ainda têm que beber biberões na praia, iogurtes, quando ainda se babam, e descaem a cada 5 minutos enfiando a cara na areia, quando o cocó na fralda é sempre em versão líquida por tanta areia engolida, quando gatinham areal fora sem discernimento, quando se levantam e dão os primeiros passos sempre em frente, normalmente em direcção a um mar revolto e marés vivas, quando esperneiam e abrem as goelas a cada tentativa que durmam a sesta, sesta essa, sempre interrompida 5 minutos depois, quando alguém passa pelo nosso chapéu a gargalhar uma qualquer coisa, qualquer coisa, com um gargalhar grunho, e sim, de todas as vezes acorda-nos a criança, quando não dá para ler nada, quando não dá para manter uma conversa com mais de 30 segundos e três monossílabos, quando apenas funcionamos em modo automático, iogurtes-dodot- megacocó-dodot-leite-dodot-bolachamarianormalmente crocantedetaoenfiadanoareal-dodot-criançacroquete-dodot-pódetalco-dodot-iogurte-dodot and so on and on and on! E nós para ali curvadas a 90°!
Isso já lá vai! Ufa...issimo!

Agora a coisa é mais a 45°.
Onde é que elas estão? O que estão a fazer? Estão muito perto do mar? Ai, já estão muito lá ao fundo? Venham cá pôr creme. Sentem-se sossegadas. Saiam do sol. Ponham o chapéu. Onde é que elas estão? Não falem tão alto. Não corram olhá senhóra... Não se atira areia. Não se atira areia. Não se atira areia. Não corram. Onde é que elas estão? Não me encham a toalha de areia! Agora ficam aqui sossegadas já foram muitas vezes à agua! Quietas! Mansas! Sosseguem! Parem! Olhá senhóra... Olhó senhor... Ai desculpe, desculpe... Onde é que elas estão? Ninguém vai comer gelado hoje tenho dito! Okaiii? És uma injusta.... Injustaaaaaaaa... Eu? Tenham dó!

É isto minha gente nós chegamos aos 45º, sempre alerta na toalha e as formigas ganham catarro.
E posto isto, amanhã vamos de férias. Lá para os lados da praia e do sol ( será, ó luminoso, que nós vais brindar com a tua graça? Tu vê lá ó desaparecido...) 

Minha gente, foi um ano assim assim, que se passou benzito, não fossemos nós tugas dos quatro costados e sendo assim arre burra que se faz tarde!
Para quem já voltou, para que ainda vai, para quem está, desejos de uma férias relax e full of cenas giras e coisa e tal!

Até já, minha boa gente.