31.10.12

Ó Diaaaaaaaabo! Que lá se vai o feriado!

- Bom dia! Estou a falar da EDP, estamos a apresentar uma campanha mimimimimimi… bláblá…
- Siiiiiiim… - Ó Diaaaaaaaabo! Já me vêm chagar o juízo...
- Tenho o prazer de estar a falar com?
- Julieta Iglésias.
- Excelentíssima Senhora Dona Julieta Inglesias mimimimimimi… bláblá…
- …
- Senhora Dona Julim Inglexias mimimimimimi… bláblá… isto e aquilo… mimimimimimi… bláblá…
Eu bem fico em silêncio, mas eles continuam, blábláblá… Não tenho a mínima paciência para estes tipos das “campanhas” e afins!
Por vezes, com a maior das paciências ainda insisto:
- Oiça! Quem lhe deu o meu número (Hã? Ó MELGAAAAA? Isto não digo, mas penso, ó se penso!), é que eu sou a pessoa que assinala com a cruz! Aquela cruzinha microscópica que diz qualquer coisa como “ Não autorizo que os meus dados…”, sabe do que estou a falar?
Nunca sabem bem!
- Porque se aderir… Senhora Dona Juli Iglezzzias mimimimimimi… bláblá… e isto para si é só vantagens… porque Senhora Dona Judite Inglecias, mimimimimi…
Opá! Oh meus! Chegaaaaaaaa! Nem acertam com o nome ao longo da conversa!?
Mas que é divertido lá isso é! Se eu tivesse um nome mais comum não teria metade da graça! Só por isto já vale a pena descobrir todas as “vantagens” em adquirir banha da cobra!
A esta senhora da EDP quando ela me chama “Julim Inglexias” só me apeteceu desatar a trautear musiquetas de “Rúlio” Iglésias!
E aqui vos deixo este mimo para o (último) feriado! Que pró ano, até os santos trabalham no dia 01! Mesmo as senhoras do Call Center! E que melhor que uma música linda para animar o pessoal telefonista? Todos juntos, bora lá! Traláaaaaaa láaaaaa lá! Traláaaaaaa láaaaaa lá!
Pobres Diablos, mas felizes! Assim num misto de “franciú com espanhuel” a fazer-nos lembrar os caminhos da emigração… Traláaaaaaa láaaaaa lá! Traláaaaaaa láaaaaa lá!
Todos juntos, Traláaaaaaa láaaaaa lá! Traláaaaaaa láaaaaa lá!

6 comentários:

  1. :D bom allowine ( versao portuga) esses gajos sao uns chatos... eu digo nao estou interessada e desligo logo o telefone, parecem K7 GRAVADAS.

    ResponderEliminar
  2. olá,
    estive a ler o teu blogue e gostava de te adicionar, mas não estou a conseguir. podes tu adicionar-me como amiga? :)
    bjs***

    https://www.facebook.com/alix.cherry

    ResponderEliminar
  3. Venho por este meio defender os/as senhores/as operadores/as de call center. já trabalhei num call center, vendia meo por satelite. valha-me, nao imaginam como a maioria destes desgraçados odeiam o que fazem... é de facto uma cassete que nos ensinam e somos realmente forçados a despeja-la toda. há chamadas em que somos auditados (e nunca sabemos quais sao) e se nao cumprirmos as "regras" podemos ser despedidos. basicamente há uma série de coisas que TEMOS sempre de fazer: 1º - apresentar o serviço; 2º - rebater objecções; 3º - potenciar a adesão. ora daí resulta o desenrolar de "vantagens" do serviço, com o tentar dar a volta a todo e qq argumento que a gente apresente, acabando no quase forçar a aderir. é um trabalho cão, quase semelhante a uma linha de montagem de uma fábrica, já nem sequer ouvimos o que dizemos. temos pena da pessoa do outro lado, ouvimos todo o tipo de impropérios à nossa pessoa que são na realidade dirigidos à empresa, temos de sorrir do lado de cá, por vozinha simpática e pedir imensas desculpas pelo incómodo, prometer q nunca mais ligamos, deixar recadinho e saber que é inútil, pq as chamadas são feitas de modo automático através de uma base de dados e nós só sabemos com quem estamos a falar depois de já estar a chamada feita e deparamo-nos com notas de colegas do género "o cliente diz que não quer voltar a ser contactado nunca mais e que vai fazer queixa" ou "cliente muito agressivo" ou "não ligar antes das 19h" (quando a chamada foi feita as 15h)... é vida dura, a de operador de call center. posto isto, o melhor truque (e o q adopto sempre) é dizer isto: "eu sei que o senhor tem de fazer o seu trabalho, eu ja trabalhei numa coisa igual, e sei q tem de apresentar serviço, rebater objecçoes e tudo o mais, mas, para o caso de estar a ser auditado, os seus chefes que saibam que nao foi por sua causa, como tal, desejo-lhe boa sorte para o seu proximo telefonema e bom trabalho". isso ou desligar assim q dizem q sao da empresa nao sei das qtas. é tao melhor para quem está do lado de lá...
    e pronto, ja me chega de defesa dos pobres coitados q com a miséria deste país vão parar a call centers com mestrados...

    ResponderEliminar
  4. ah, nao me levem a mal, bem sei o quão chatos conseguem ser, só não o são é por opção própria... ;)

    by the way, estou a curtir muito o blog, farto-me de rir... imagino que a minha mãe sofreu o mesmo que sofres, julieta. eu era pior que as tuas miúdas juntas... e também tenho dois gatos. ainda que mais sossegados durante a noite, também me tiram do sério às vezes... ;)

    ResponderEliminar