13.11.13

Crianças e Gatos em 5 minutos.

Sábado de manhã: pessoas pais, pessoas mães, pessoas com gatos, não pestanejem, livrem-se de o fazer... então se ainda não tiverem batido as 07h00,  nem um suspiro e pestanejos etsão completamente, COMPLETAMENTE, fora de questão... eles ouvem, crianças e gatos ouvem pestanejar, pestanas contra pestanas, mesmo com olhos fechados, basta um leve pestanejo que logo, logo terão crianças e gatos em cima... antes das 07h00 da manhã. Nota: Isto não se aplica aos dias de semana, só ao fim de semana e é certinho, ó se é!

Idas à casa de banho:  pessoas pais, pessoas mães, pessoas com gatos, se querem ir à casa de banho sozinhas, em silêncio e concentração absoluta, conduzam durante duas horas até encontrarem um mato qualquer no meio de nenhures, porque cocós sozinhos isso já era, ó se era! No meu caso, tenho crianças que esperam que eu me sente no real trono para me mostrarem tudo, partilharem comigo mil coisas e ainda me filmarem, como já aconteceu... Um dia que vejam um filme com uma pessoa sentada na sanita a disfarçar e a a dizer à criança sai daqui miúda com essa camara, sou eu, não duvidem, sou mesmo eu... e normalmente saem porta fora e ralam bem nos meus pedidos para fechar a porta... as crianças e os gatos... tenho um que sabe abrir portas, odeia portas fechadas e faz questão de abrir a porta de cada vez que me sabe sentada no realissimo sem capacidade de defesa... e esse também não fecha a porta... e eu para ali fico, sentada, porta aberta, intimidade zero...

5 minutinhos no sofá é tudo o que eu peço:  pessoas pais, pessoas mães, pessoas com gatos, se querem 5 minutos no sofá, 5 minutos de sossego, apanhem o avião para a Nova Zelândia, as horas de vôo serão esquecidas assim que aterrarem num sofá por 5 minutos. Sentada no sofá há 45 segundos e já levei com um cotovelo na barriga, com um pé na cara, já gritei mil vezes que parem, que o sofá não é um trampolim ou já perdi 1000 Kgcalorias à conta do agitar frenético e da gritaria que não há lugares marcados  e que eu sou a mãe e sento-me onde muito bem entender! Se calha as crianças desandarem dali para fora aparecem logo 2 gatos, um decide que o meu cabelo precisa de um bom esfreganço e pimba pimba pimba não pára de me afocinhar a guedelha até eu lhe dar um safanão e o outro decide que é hora das festas e não para de me babar as mãos e esfregar os bigodes o mais que pode nos meus dedos com muita turra e ronronar até ao safanão final: "Epá 5 minutos, putos, 5 minutos é tudo o que eu peço!"

E quando eu entro na banheira e penso agora é que é, aparece logo o paizinho com uma criança ao pendurão: " Opá sujou-se toda... chega-te para lá que temos que lhe dar um duche...! Ou então até consegui o belo do duche em sossego e mal saio da banheira quase que fico sem toda a dentição frontal à conta de evitar pisar um gato,  que à sucapa,  para ali está a ver-me sair do banho e que por milimetros eu evito cair-lhe em cima.

5 minutos, minha gente, 5 minutinhos... Nem à refeição, porque normalmente alguém se lembra ou de enfiar uma mão toda em molho e restos de massa pelo cabelo ou a aflição de ir à casa de banho pára tudo e em 5 minutos que se queriam de sossego só se ouve: "ÓOOoooooOOOOOOOOOoooo mãeeeeeeeeeeeeee já fiz cocó!"

E sim, a caixa da areia dos meus gatos está na marquise, que no nosso caso é uma mini, mini marquise que quase se confunde com a própria da mini, mini cozinha, e não eu ainda não percebi esta coisa dos gatos irem à casa de banho de cada vez que me lembro de trincar qualquer coisa na cozinha... ai vais comer? então espera lá que eu vou já ali à minha caixa fazer um cocó! Miiiiaaaaaaaaaaaaaau!

5 minutinhos, será pedir muito? Pessoas pais, pessoas mães, pessoas com gatos, no nosso caso é, ó se é!

Boa semana, gente!

4 comentários:

  1. Não sou mãe, por isso a parte da criançada só posso rir e concordar, pelo que ouço dizer dos amigos e pelo que me foi dado a assistir com as minhas sobrinhas e sobrinho.
    Já a parte dos gatos (dois deste lado também), confere! Sendo que somo uma cadela com aproximadamente 16 quilos e que voa pelo sofá, literalmente, por cima de mim, quando corre atrás do gato... E lá me acerta com qualquer coisa, ou nos queixos ou numa mama...
    Já a parte do trono, é ver quem fica ali na fila da frente :-/ No banho, é a cadela a espreitar no final da cortina e o gato ali sentado no fundo da banheira... a gata é mais idosa, fica sossegada no seu canto. Mas em contrapartida, acorda-me com os bigodes a tocar-me dentro das narinas e a lamber-me as sobrancelhas?!!! É de me fazer levantar num salto!! Pfffff
    Mas são uns fofos e eu gosto deles e somos felizes assim ;)

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. ahahah! O que eu me ri!! Adorei toda esta descrição!! Não sou mãe de crianças, mas sou mãe de uma gata e sei bem do que sofres! Essa do estar a dormir e só o facto de pestanejar fazer logo despertar a fera é tão verdade!!

    ResponderEliminar