6.3.14

MayDay May Day, minha gente! MayDay

Opá pessoas, eu estou como vocês!

Eu quero sol, sol e mais sol! E diz que por estes dias vamos ter fenómenos climatéricos com dias de mais de 20graus! Está muito bem! Bem fixolas! Março Marçagão manhãs de inverno tardes de verão! Fixe, pá!

Um aparte: gente mais dada ao histerismo, por favor, P.L.E.A.S.E., não se estiquem, não vão já a correr buscar as sandálias, ainda não é tempo, é parvo, e às 17:00 estão a coser uma pneumonia.

O meu pequeno GRANDE problema prende-se com um pormenor lixado desta altura do ano, “O” DIA do ano está a chegar. O D.I.A.!

Pessoas, ainda me lembro do DIA de outros anos, eu vou sempre lembrar-me do DIA de todos os anos se não for este “O” Ano!

Estás a falar de quê, Julieta?

Pessoas, Picture This!

Eu, um lindo dia de Primavera, um convite para almoçar, um grupo de gente gira, um dia lindo de sol, restaurante à beira mar (LÓGICO!), uma decoração mesmo gira, espelhos enormes que aumentam o espaço e inundam tudo de luz, o restaurante cheio, eu distraio-me por causa de um xixi, quando regresso à mesa estão todos sentados, giros, e sobra um lugar, um maldito lugar.

EM FRENTE AO ESPELHO, MESMO DE FRENTE, onde maravilhosos raios de sol estão a bater e a inundar tudo de luz, um sol quente de início de primavera.

Eu, parva que sou, estou mais agasalhada do que devia (confesso que me custa aquela mudança de guarda-roupa, tira tudo, muda tudo, vai buscar tudo, guarda tudo…), começo a levar com os raios de sol, calor, CALOR, ai pá porra se tiro a camisola, vão ver estes meus braços branquelas, e MAYDAY MAYDAY MEUDEU MAYDAY MEUDEU, e rechonchudos, sim pá, não basta estarem brancos amarelados, estão assim texuguíssimos! MAYDAY…maaay…dayyy.

- Ó Julieta, pá, não tens calor? Estás para aí toda encasacada… tás vermelha, é da sangria? Ahahahahahahahahah! Bebe mais, pá, tás toda vermelhusca!

(Uma …usca… enfiava-te eu!)

- Ah…pois e tal… estou engripada… e coiso!

Coiso é que não fui ao ginásio, coiso é que hoje, LOGO hoje estou assim… coiso… inchada… (convence-te disso minha parva! Pois está bem… devias ter ido ao ginásio… bem te avisei…).
Vencida pelo calor, pela sangria, pelo sol, decido-me a tirar a camisola…

“O” dia. “O” dia em que vamos almoçar e estamos de frente para um espelho, INChadaS, inSuFLAdas, encolhemos a barriga, bem encolhida, esticamo-nos o mais possível, HIRTA, hIRTA! E nada, MAYDAY, MAYDAY! Quem é aquela texuga no espelho? O QUE É QUE SE PASSA COM O MEU CABELO? Maydaymayday … esse e ó esse pá… esse e ó esse… tivesses ido… texuga pá!

Nestes dias se eu pudesse almoçava com o queixo na mesa, sorvia a comida por uma palhinha, e assim nem tinha que olhar para mim lá no espelho! Assim coiso… e branca… tão branca… calificada!

E é só nos meus almoços de primavera ou a coisa dá-se em todos e lá está ela, ELA, a que foi ao ginásio, a MAGRA, a GIRA, a sempre e sempre MAGRA, a tesuda, a que tem os bíceps e os tríceps e o CAMANDRO todo no sitio? Quem é que a convidou? CAMELA! (Julieta Emília olha a inveja… C.A.M.AN.D.R.O. PÁ!)… SANTINHA DA  ELíPTICA! Bah!

E nem vale a pena dizer-vos quantas vezes MURPHYCAS se vão suceder nestes almoços e o universo vai conspirar e por tudo e por nada me vão fazer levantar da cadeira onde estou enterrada? Não vale a pena pois não?

PORTANTo minha gente este ano ainda estou, ah, ESTAMOS, a tempo da coisa se dar e não sermos nós a texuga no espelho… BORA LÁ miúdas, bora lá!

Anteontem consegui a proeza de 1KM a correr sem parar… as SANTINHAs DA  ELíPTICAs escusam de rir… 1km seguido para mim é a loucura… hoje vai ser 1km e 100m e por aí adiante…

BORA LÁ miúdas, bora lá! Olhó dia a chegar!

Vá, bons treinos miúdas!


Sem comentários:

Enviar um comentário