23.11.12

Tira nódoas!

Quando eu não tinha filhas era uma mete nojo do pior, criancinhas de amigos eram um suplício com aquelas mãozinhas peganhentas. Ah deixa estar, não faz mal! Dizia eu! De mim despontava sempre um pinóquio, um alter-ego que eu desenvolvi. Por dentro eu pensava, porra pá, não estão a ver que a criança está toda besuntada, cheira a iogurtes e fruta moída, Arrrrrrrrg que nojo, pá! Olha agora o ranho, olhóooooooooo ranho no nariz da criança, porrrraaaaaaaaa meus! Que cena pá! Que cheiro é este? Opáaaaaa só faltava! O puto está todo cheio de cócó, um cheiro dos infernos, e vocês com essa cara de: “Ah fez cóco bébe? Fez um cóco linduuuuuuuu, meu amorzinho? Bilú, bilú!” Nãoooooooooo, pessoas que eu já não reconheço, o puto cagou-se todo e agora nós, EU, é que tenho que levar com esse cheiro, iogurte, fruta moída e mega cagada, páaaaaaaaa! Pá, meus! Acordem!

Depois tive filhas. Cóco, xixi, ranho, baba, vomitado, fruta, carne, peixe, bafo de pão com manteiga, até piolhos. E Adormeci. Igual aos meus amigos. Adormeci! Ou então ensandecia! Enlouquecia!

Já o Gil precisa de comprimidos para adormecer porque a cada nódoa guincha! A cada mão cheia de chocolate derretido, mão fechada, com o chocolate a ser apertado com toda a força, a escorrer pelas mãos e pelos pulsos, para dentro das camisas e camisolas, e perante as súbitas comichões na cabeça que dá sempre à pequenada quando têm as mãos sujas, guincha e estrebucha! Coitado, convenhamos, que sendo ele o responsável pelo tratamento da roupa na nossa casa, o homem se passa e com razão!

Na mesma medida eu guincho a cada grão de arroz que cai no chão. Pessoaaaaaaaaas! PESSOAS! Estou tísica! Eu oiço grãos de arroz a atingirem o mosaico da cozinha! Normalmente não finjo a dor que me invade os tímpanos e grito e guincho e estrebucho!

Vou no metro, olho para o meu braço e nódoa de ranho esfregunçado! Seco e arrastado!

Estou na pastelaria a almoçar sacudo migalhas do peito e noto, nódoa sei lá eu de que origem bem no meio dos botões! Tons de amarelo, seco e com textura!

Levanto uma perna e reparo numa qualquer cena agarrada às calças, melaço? Merdaço, cagaço? Sei lá meus! Uma nojice qualquer! GOD!

Começo a divagar, a divagaaaaaaaaar, estarei senil, estarei à beira da alucinação, sujo-me toda e nem noto?

Não! Sou mãe. Mãe de 2 filhas. E, sim, gosto muito de beijinhos de pequenas diabas da tasmânia, nem que sejam besuntados, de molho de bife, massa ou arroz. Já limpar… tem muito que se lhe diga! Com a pressa a sair de casa, mal tenho tempo para me vestir e arranjar o cabelo, esse tufo, esse algodão doce que me habita o cocuruto é apenas e só um rabo-de-cavalo bem amarrado na maioria dos dias. As roupas, às vezes por camadas, sendo que a camada de baixo não está passada a ferro! Fui, fuiiiiii! Estilo é apenas uma miragem!

E se antes eu podia dizer qualquer coisa como não me apetece e esparramava-me no sofá, agora tenho que levantar a realeza traseira e limpar, e alimentar, e mimar, e barafustar! Lembram-se pessoas que já são pais quando era tão fácil dizer: “Fica para depois!” Acabou! Não pode ficar para depois senão acumula, acumula, acumula!

Oh well! Haja saúde! Bom fim-de-semana, simpáticos e simpáticas!

6 comentários:

  1. Amei! Lá em casa é igual! LOL Somos compensadas com beijos deliciosamente babados, mas não faz mal é melhor que baba de caracol, rejuvenesce! :) Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  2. podes crer! ja nao se pode dizer fica para depois... mas sao eles que nos enchem o coraçao de amor e a casa de alegria...é mais nodoa menos nodoa. Quantas e quantas vezes dou por mim a reclamar as nodoas que pai e filha deixam na roupa... e nem á milesima lavagem sai... tenho de esfregar e nem sempre ou quase nunca á tempo para nada... ando de semana para semana para tirar os pelos das pernas e nada, ainda nao houve um tempo morto la em casa, para me dedicar a mim... e para nao ir ao cabeleireiro perder tempo e dinheiro ponha-me acertar as pontas e a fazer repas... tenho o cabelo um horror claro está, mas com o vento ninguem nota :)
    haja saude e bom fim de semana aí por casa.

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso!!!

    Qual a mãe que não se revê neste post?
    Bjs e bom fds

    ResponderEliminar
  4. Maravilhoso texto! É tão fácil revermo-nos nas 1001 imagens aqui apresentadas...

    ResponderEliminar
  5. e dei por mim a olhar para a roupinha ...não fosse o caso de ...prontos tu sabes...
    revi-me na totalidade do post-com o inconveniente de que quem limpa o chão e trata d aroupa sou euzinha mesma pá .

    ResponderEliminar
  6. O que eu me ri com este post!!!!!!!!! E o q me revi em cada linha! Beijinho em si e coragem mãe!!

    ResponderEliminar