12.12.12

És muito engraçadinha, ó Emilinha!

Sabem aqueles momentos em que nos começamos a ouvir em eco? Quando dizemos uma piadinha, à qual achamos graça, rimos antecipadamente, normalmente a roçar o alarve, e depressa notamos que somos a única pessoa a rir? Ninguém percebeu a piada e fica aquele “som de silêncio” constrangedor? Ahaha…ahah…ah… já te calavas…
Sou exímia em momentos assim, porque tenho a mania de lançar piadinhas em qualquer lado.
Ontem na loja dos animais a escolher alimento húmido para gatos (vulgo latas de carne ou peixe com molho, em pedaços ou em patê… chic, três chic!) e reparo no sabor “coelho”:
- Ah será que é boa ideia dar “primo” aos meus gatos? Ahahahaha…ahah…ah…
Assim fiquei a ouvir-me em eco… primo… imo…imo… ECO!
A senhora da loja ainda disse qualquer coisa: “Primo? Haaaaaaa…”
Já a pagar, a senhora acorda da sua letargia e ainda me tenta explicar: “Primo? Ah ah (2 risinhos nervosos e desnecessários, daqueles só mesmo do tipo” ah percebo a sua piada e não, não lhe acho graça nenhuma”, visto a piadola já ter mais de 5 minutos), pois acho que não fará mal!
Outro momento mega-parvo, e que me faz sempre lembrar a minha filha de 5 anos a tentar inventar uma língua que ela diz ser inglês ou francês, são as minhas idas às lojas dos chineses, momentos sempre maravilhosos para mim e de uma riqueza cultural única. Para além de todas as dificuldades de comunicação com estes senhores, eu faço uma coisa que não lembra ao diabo… nunca contei isto a ninguém… PESSOAS, MOMENTO REVELAÇÃO! Eu, Julieta Emília, de parva que sou, quando eles começam a falar entre si, eu, demente que também sou, finjo (vejam bem a insanidade!), finjo, queridas pessoas, que falo mandarim! Pessoas, MANDARIM! E toca de olhar para um e outro, enquanto falam, e de acordo com o tom, trucidá-los com os olhos ou anuir! Isto é tão parvo! E eu faço-o! Não lembra ao Diabo pois não? Sim, sim pessoas chinesas falem prái à vossa vontade que eu cá estou-vos a topar! Sou tão “TUGA”, não podia ter nascido noutro país… esta nossa mania de que falamos qualquer língua… daaaaaaaah, nem é preciso dizer que fico sempre na mesma perante o mandarim, pois não? Tão parvinha, valha-me Deus!
E é isto em tantas situações:
Na creche perante o olhar aterrado das educadoras, brado aos céus: “Ah dêem-me outra criança, eu hoje não levo esta, quero uma mais educada e calminha, vá arranjem-me lá outra! Ahahahaha…ahah…ah… criança… ança…ança… ECO!
Na loja, as clientes nunca percebem: “Ah temos fitas e galões para anos e anos! Se desenrolássemos tudo era daqui a Braga, a Braga! Ahahahaha…ahah…ah… Braga… aga…aga… ECO!
Muito engraçadinha, mas igualmente lerda, e agora o reverso da medalha, porque normalmente sou sempre aquela que perante uma anedota, fico sempre para último, quando já todos se riram eu finalmente percebo a piada e começo a rir Ahahahaha…ahah…ah… ah… ECO! Tudo a olhar para mim eu enterradiiiiiiiiiiiiiinha! Desconfio que quem ri logo, está para ali a fingir que percebeu e não percebeu nada… desconfio…onfio…fio…ECO!
Há pior que alguém nos dizer: “Vou-te contar uma anedota… vais-te rir tanto com esta! Ouve isto…”
TERROR, DESESPERO, fico em pânico porque já sei, OH GOD, isto não vai ter piada nenhuma e eu não quero que o meu amigo se fique a ouvir em eco… anedota contada, já com o braço dorido das pancadas aplicadas pelo meu amigo, que na emoção desata a dar-me palmadas e cotoveladas do tipo  "Percebeste? AH AH AH AH Percebeste? Ah AH é demais esta!" E então viro tudo contra mim e saco da Emília Engraçadinha que me habita… ah ah ah ah…ah ah…ah… Opá, não percebi! Ai sou tão N.E.R.D! Com esta safo-me sempre e o meu amigo fica na mó de cima, normalmente a rir feito alarve e a dar-me o golpe final no meio das costas, Ah Ah Ah, perante a minha “burrice anedótica”, não me ri da sua piada (QUE NORMALMENTE NEM TEM PIADINHA NENHUMA!) mas também não o deixo triste e a ouvir-se em ECO! Sou tão boa cristã! Ouviu Menino Jesus? Sapatinho, 24 de Dezembro, presentinhos, tá-se? Boa cristã? Fixe!
E com isto, hoje já é dia 12.12.12 (ÚUUUUUUUuuuuUUUUuUUUUUuU medo! M.E.D.O!) e não tarda nada o Natal está aí!
Joy to the world, pessoas!

6 comentários:

  1. parecia que estava a olhar para o espelho, eu tb sou assim, rio com as minhas piadas que ninguem entende, e depois fico seria qd todos se riem... eu devo ter um fusivel desligado algures... e sim sinto-me uma parva nesses momentos e depois passa e depois lanço outra piada que so eu entendo...oh valha me nossa senhora

    ResponderEliminar
  2. ESTE BLOG É O MELHOR DE TODO O SEMPRE!!O MELHOR DE TODO O MUNDO !PARTO-ME A RIR COM A JULIETA!! VIVA A JULIETA EMILIA!!

    ResponderEliminar
  3. Sempre que leio alguma coisa neste blog, largo uma sempre uma gargalhada.

    É certinho :)

    ResponderEliminar
  4. E eu a achar-me uma ganda maluca porque ainda hoje me fotografei na loja do chinês a fazer figuras frente ao espelho! De mim eles riem-se se virem a filmagem, mas de ti vão ter medo! Vão achar que foste enviada pela máfia deles!!

    ResponderEliminar
  5. Estou neste momento a preparar-me para ir a correr à primeira loja ou restaurante ou o que for chinês que encontrar. Isso é simplesmente hilariante! Acabou de me arranjar planos para quando a minha irmã chegar este Natal, iamos comprar as prendas que faltam, mas isto é muito melhor!

    Os seus posts são muito divertidos.
    Muito obrigada à Rita do Socorro, sou mãe, por ter recoomendado o seu blog!

    ResponderEliminar