3.12.12

Estoy lóca! E pareço uma avestruz!

Pessoas, estou louca. Demorei a assumir, demorei a aceitar, mas de hoje não pode passar.
Pessoas, eu sou uma juntólica!
Juntei, juntei, durante anos, coisas. Sou rica em coisas. Tenho de tudo um pouco.
Sou a (in)feliz dona de uma colecção de canecas, que não quero para nada. Tenho não sei quantos espelhos de moldura dourada, tipo princesa. Tenho 2 poltronas e um sofá, empilhados na arrecadação, cómodas, mesas e mesinhas, tudo empilhado na arrecadação, cadeiras, bancos, anos 40, anos 50, anos sei lá! ARGGGGGGGGGGGG! Tenho malas, tantas malas, malinhas e maletas! Empilhadas, todas EMPILHADAS por mim, no sábado!
Olhando ninguém imagina a mulher de músculos que há em mim, a “Tarzan Taborda” que me habita. Os vizinhos que me vissem no sábado, dentro da arrecadação, apinhada de coisas, COISAS, TAnTAS Coisas! MEU DEUS! Estou demente! Sou uma daquelas pessoas que um dia será desenterrada de uma pilha de lixo e onde uma equipa de televisão acompanhará o processo de limpeza! ARRRRRRRG!
Tenho tanta merdinha, tanta merdinha!
Durante anos visitei todas as lojas de 2ªmão, feiras, trazia sempre alguma coisa… Imaginava-me a fazer cenários e a tirar fotografias… no entanto todo o processo de manter tudo limpo e arrumado é desesperante e eu não tenho tempo e também já não tenho vontade!
ZEN! Qualquer dia viro Zen!
Bem me basta o quarto de pequenas diabas da tasmânia! E toda a casa! É o desespero!
Sonho com o retorno de uma empregada doméstica! Oh crissssssse dos infernos!
Ontem já berrava de saudades da empregada Russa que há uns anos nos roubou cerca de 1.000€, aquela criminosa… A querida empregada que um dia não veio (ainda bem que faltou, senão podia ter sido em minha casa e eu acho que nunca mais recuperaria!) porque tinha falecido… A empregada tão pitosga, tão pitosga, que não via nada, e que queria ter um salário acima do meu, com todas as regalias, coisa que eu nunca tive… A mentirosa, que pregava tantas petas mas que deixava tudo num brinco, tão aldrabona que dava ira…
Aquele covil de bruxa que é a minha arrecadação, prova todas as minhas teorias relativas ao meu cabelo, se não é de nascença e hereditário é adquirido mal abro a porta da arrecadação, tufo em modo eléctrico, PSYCO! PSSSSSSSSSSSSYCO!
Eu a arrumar a arrecadação e nem de propósito toda a vizinhança começa a descer à garagem. Eu de porta aberta, escancarada, todo aquele cenário dantesco, uma pilha de coisas, eu toda cheia de pó, da cor do miserável polar da Decathlon (Há COISINHA mais deprimente, em versão estilo, do que sábado à tarde na arrecadação em desalinho total e um polarzinho da Decathlon vestido? GOD SAVE MY SOUL!) DESATINO! DESAAAAAAAATIIIIIIIIIIIIIINO! TOTAL!
E é incrível, em 5 minutos a passar coisas de um lado para o outro, ficava logo barricada na parte de dentro da arrecadação… porta escancarada e vizinhos a abrandar com o carro à passagem na “zona de guerra”, a espreitarem os amorosos… e eu em salto canguresco, a ficar com as calças presas na corrente de uma das bicicletas a dar com os queixos no monte de sacos de roupa empilhados, o polarzinho da Decathlon em subida vertiginosa tronco acima, as calças de ganga velhas que já não me servem há anos, com uma estúpida tendência para descer pela força da banha abdominal e eu estatelada em cima do monte das CENAS TODAS, TODAS! Que junto há anos e anos e anos! DE polarzinho e calcinhas de cintura descaída justinhas em baixo tipo avestruz… anos a gastar dinheiro em velharias para quÊ? Para quê! Tornei-me eu uma velharia, de polarzinho da Decathlon! Há condições?
Pessoas, tenho horas para pôr aquilo habitável, senão endoideço, passo-me e vai tudo a eito, e depois sei que me arrependo… LÓCURA TOTAL! PSYCOOOOOOOOOOOOO!
Boa semana, caros!

6 comentários:

  1. Liga para a REMAR.


    (anouc, fazendo serviço publico desde 03.12.12 às 12:22)

    ResponderEliminar
  2. Eu não posse ir à Remar, à Despertar, à Reto à Esperança e afins

    ResponderEliminar
  3. Ė de lá que vêm todas as minhas velharias

    ResponderEliminar
  4. Aquila para mim é a perdição não saio nunca de mãos vazias

    ResponderEliminar
  5. Ando numa fase bastante anal, que podera convir ao teu estado actual. De repente, senti-me sufocada com tudo o que acumulei, sim, também eu, Brutus. Segunda mão, terceira mão e minha mão. Desatei a fotografar peça a peça e a vender online. Ja fiz uns trocos, posso-te dizer e ja fiz um espaço na minha cave, ainda tenho muito por onde continuar. Claro, que muito provavelmente, os trocos que fiz serão para comprar outros muito provavelmente em segunda mão. Mas desta vez, vou tentar levar fotos da minha casa e medidas e tudo, para comprar apenas o que realmente "preciso" e que se coordena. E se for para personalizar qualquer coisa, serei implacavel, apenas comprarei um movel e so passarei ao proximo quando estiver acabado e instalado. Não e o minimalismo, não é o maximilismo é o perpétuo fluo de creatividade e movimento. Recomendo.

    ResponderEliminar
  6. Garanto-te que se disseres que estás a dar móveis aparecem logo candidatos que até tos vão buscar à arrecadação!!! :)

    ResponderEliminar