30.7.13

As birras dos filhos das outras.

Pois que é dos manuais e testado por todas nós, mães, e por todos os pais, normalmente instigados por todas nós, mães, que os nossos rebentos são os mais bem preparados para a vida porque estão a ser educados por nós, mães, detentoras de toda a sabedoria do universo!

É incrível como uma mulher após ser mãe, passa a saber tudo sobre tudo o que a crianças diz respeito.

E ainda mais incrível, passa a saber tudo, mas mesmo tudo, sobre que tipo de educação se deve dar aos filhos das outras, que na sua opinião, nunca humilde ou imparcial, é medíocre perante si e toda a sua sabedoria ancestral (ainda que o seu rebento tenha apenas 14 meses, desde que pariu, toda a mãe passa a saber de tudo sobre tudo com a responsabilidade de um ancião!)

Pois que eu já pari 2 vezes, já engoli muito sapo, já engoli tudo o que disse sobre os filhos das outras "isto e aquilo" e "quando eu for mãe e mais não sei quê", tudo já regressou em dobro, portanto já não opino NADA, de NADA, sobre o que outras mães fazem ou deixam de fazer com as suas ricas criancinhas!

E foi com estes pensamentos altruistas e de bem com a vida que eu, pessoa descabelada com as birras das minhas filhas, descubri A TERAPIA!

Ó gente, haverá lá coisa melhor que as birras dos filhos das outras? NÃO! NÃO HÁ!

É Zen,é revigorante,é chá verde, é massagens nos pés, é dias de praia com água quentinha, é mariscadas, ´e vinho verde geladinho, é tudo o que for bom ! É maravilhoso e tãaaaaaaao RELAXANTE!

Sou uma cabra, uma grande cabra! Ah pois sou!

Os putos das outras começam na birra e eu gravito.

Haverá coisa melhor que ouvir uma criancinha em birra demoniaca e não sermos nós os responsáveis por fazê-la parar? Não há!

"Isso não se diz, Julieta Emília!"

Ah pois não! Eu ali em modo "olarilóoooleeeelas como este não há nenhum... olarilóooolelaaaas!" As mãezinhas a descabelarem-se e a aplicarem teorias educacionais e eu ía-me estar a enervar e a debitar sentenças que as senhoras não estão a fazer o correcto? Ó minhas senhoras, façam o que acharem melhor para os vossos filhos... eu ralada!

Digam lá que esta não é mega ideia? Assim as mães azedas que gostam de destilar veneno sobre as outras mães têm aqui uma óptima maneira de não chatearem e ainda tirarem proveito disso!

Sou tão amiga não sou? É como a olhos de sapa da minha vizinha de baixo, não sabe ela o bem que me tem feito desde que teve a segunda criança! A criancinha chora de madrugada para mamar, pensam vocês que me chateio? Ó criança chora aí, que a tua mãe já aí vem, eu cá viro-me para o outro lado e durmo ferrada! Ó benção já ter as minhas mais crescidas!

(O pior é quando são as minhas... deixa lá, temos que ser umas para as outras! Pois...)

Soy una cabra, más soy ZEN! Buena semanita para vosostros e vuestras crias! (Tradução absolutamente livre de um espanhol já de si inventado: " Boa semana, minhas pessoas!)

Birrem aí miúdos, birrem que eu cá estou ZEN! Olarilóooooolelas!

5 comentários:

  1. Já leio o blog há algum tempo mas este post atingiu-me em cheio. Eu que tenho duas terríveis criancinhas de 7 e 8 anos e que já tou com uma falta de paciência tal que já berro com eles em qualquer lado, deliro com as birras de outras crias. É tão bom, mas tão bom não ser nada comigo e serem os filhos dos outros para variar. É uma espécie de vingança contra o mundo. Quando assisto a certas cenas até tenho de me controlar para não ficar com um sorriso parvo na cara.

    ResponderEliminar
  2. o pá e eu a pensar que era a unica que perante uma birra DOS FILHOS DAS OUTRAS dou assim um sorrisinho de mim para mim com muito amor -tens razão belissima terapia-mas tenho uma filha naquela famosa fase dos terriveis dois-a modos que levitavas muito por esses lados

    ResponderEliminar
  3. As birras dos filhos das outras são canções de embalar para os meus ouvidos!!! :)

    ResponderEliminar
  4. Acabei de vir parar ao seu blog por acaso, e que feliz acaso!!! Já me fartei de rir e bem que preciso escangalhar-me a rir!!! Obrigada!! PS - o meu palmo e meio de gente já começa a fazer birras..o que me dá tudo menos vontade de rir...

    ResponderEliminar