17.9.13

Maridos e malaguetas.

Sabem quando os vossos maridos chegam ao pé de vocês, todos entusiasmados, aos pulinhos, normalmente com cara de parvos, com uma novidade bombástica que vos vai fazer tão felizes e o que sai é um sonoro: “Julie, o Sporting ganhou! GANHOUUUUUUUU! Não estás feliiiiiiiiiiiiizzz?” Ou com ar pesaroso e preocupado: “Julie, nem I.M.A.G.I.N.A.S, o Real empatou! EMPATOUUUU!” E vos acusam de ser insensíveis perante a vossa expressão “Yá, meu, estou-me assim, bem… nas tintas!” 

Sabem?

Sabem quando os vossos maridos partilham toda a sua tese de doutoramento em “Caixas de Ferramentas” e “ Aparelhos a programar” ou o “ Manual do bom funcionamento do motor do seu automóvel” e todos os fascículos da “AutoHoje” e vos pormenorizam assuntos tão delicados como: “Ouve, os comandos da garagem precisam de ser reprogramados… o comando da televisão serve também para toda uma relação interactiva com a televisão… o comando do aquecimento central é muito fácil de utilizar queres vir aqui que eu explico-te?... o motor do carro anda a fazer um barulho, não ouves?... Viste o óleo? Para manter um carro saudável devemos… “ E tudo o que vocês ouvem é a professora do Charlie Brown? BLÓOooooOOOOOoBlÓOooOOOOBlÓOOOooBÓ! 

Sabem?

Sabem quando eles vos perguntam se foram ao ginásio, e perante a resposta negativa fazem aquele olhar reprovador “tens tanto tempo não sei porque é que não arranjas tempo de ir ao ginásio”, e vocês gritam tresloucadamente que a vossa vida, com casa e crianças incluídas, já é por si só uma sessão de bodypump non stop, 24/7? 

Sabem?

Sabem quando os vossos maridos perguntam por qualquer peça de roupa desaparecida desde o inverno de 2003, à saída, mesmo à porta de casa antes de um passeio de família e vos acusam que só mexem nas coisas deles? Sabem quando os vossos maridos ignoram a vossa capacidade de gestão do lar, e a vossa exímia destreza para evitar que vivam num filme de classe C, para evitar que sejam confundidos com o Travolta no “Saturday Night Fever”? 

Sabem?

E sabem quando os tentam fazer ver que a vossa vida é de trabalho e sacrifício, nunca por eles valorizado, e o que lhes sai é um arrastado “A vida é assim, querida!”

Sabem?

Sabem quando, a meio de um jantar romântico, eles sacam do telemóvel para ver o site de resultados da “Bola” ou o tempo que vai fazer amanhã? Sabem? Quando estão empolgadas a contar-lhes tudo sobre a vossa vida e os vossos desejos e eles têm aquele olhar vítreo e vocês, olhando bem fundo nos seus olhos, reparam no reflexo do ecrã de um televisor estrategicamente colocado onde passam resumos de todos os jogos da bola da liga do Uzbequistão?  

Sabem?

Sabem quando lhes perguntam: “Estou gira?” E tudo o que ouvem é um “siiiiiiiiiiiiiiiim” molengas? 

Sabem?

Então se sabem, fica explicado porque é que eu às vezes posso ser encontrada com “cara de mulher belzebu em dias de repasto de malaguetas”!

Ah e já agora os vossos espécimes também têm a capacidade de ultrapassar assuntos e discussões em 5 minutos e acharem que se mete malaguetas é a oportunidade perfeita para cenas picantes, deixando-vos ainda mais fulas? 

Tragam-me as malaguetaaaaaaaaaaas! 

Boa semana, pessoas! Maridos incluídos! 

7 comentários:

  1. É um grande cliché mas eles são mesmo todos iguais (e nós também com mais ou menos variações)
    Mas o que me deixa mesmo insana é a capacidade de se esquecerem de tudo ao fim de poucos minutos e nós feitas parvas a carregar uma mochila cheia de mágoas emocionais uma vida toda.

    ResponderEliminar
  2. ahahahhahah numa coisa tive sorte -o gajo nã gosta de futebol , nem desportos em geral yaaaaaaa

    ResponderEliminar
  3. ahahahhahah numa coisa tive sorte -o gajo nã gosta de futebol , nem desportos em geral yaaaaaaa

    ResponderEliminar
  4. Eu sou casado há 7 ou 8 anos, ou 9, não sei, e não me revejo nada neste texto. Não ligo assim tanto ao futebol porque como tenho aquilo das gravações automáticas, às vezes deixo passar alguns dos programas de análise das jornadas porque penso que consigo ver mais tarde. Depois fico distraído a jogar Dream League Soccer no IPad, ou a ler notícias sobre o Mourinho e o Ronaldo, e acabo por perder alguns desses programas...

    A minha mulher também acha que eu uso sempre os mesmo pólos e que ficam com um aspecto horrível porque estão sempre a ser usados, mas a culpa é dela. Não mete a roupa a lavar nem a secar do avesso e às vezes deixa-a ao sol demasiado tempo! Quando me queixo ainda me diz que devia ser eu a tratar da roupa... Como se fosse possível passar a ferro aquelas (blusas/camisas/t-shirts?) cheias de refegos que ela usa...

    PS: eu dobro muito bem a roupa e dou um jeito na cozinha, às vezes, e mesmo assim ainda se queixa que eu não faço nada... Ah e normalmente sou eu que troco os rolos de papel (também gasto dez vezes mais, confesso).

    PPS: Obviamente, sou um molenga, como a maior parte dos homens, mas sou um pai do caraças! :)

    Um beijinho para todas as senhoras e tenham paciência! :)

    Nós, em regra geral, adoramo-vos! E achamos piada à vossa insanidade ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro palerma se é um pai do caraças já ganhou todo o meu respeito e carinho!

      Eliminar
  5. se a sua mulher tem algumas queixas a fazer é porque também é um marido do caraças, afinal quem vos quer perfeitos? nem tinha graça ;)

    ResponderEliminar