1.10.13

Outra dimensão ou as crianças crescem num instante pá!

Há uma palavra apenas que, para quem nos ouvir, nos confirma imediatamente como mães e pais.

Cocó.

E há um momento da nossa vida que sabemos que os nossos filhos já não são bebés.

Estamos descontraidamente à mesa, à hora do jantar, a falar de cocós, por vezes da própria consistência, cheiro, peso e textura dos ditos, e um dos "nossos bebés", nos prova que de bebé já não tem nada, quando nos brinda com um absoluta altivez acompanhada de uma expressão de dó pela nossa lastimosa escolha de assunto:

- Óoooo mãeeeee, este não é o local correcto para se falar dessas coisas!

Ontem, à Rosarinho, só lhe faltou um "francamente, mãe!" e a mim um buraco para me enfiar porque de facto este é o último lugar na terra para se falar de cocós.

Claro que me apeteceu explicar-lhe tintim por tintim porque é que eu sei tudo sobre cocós desde Setembro de 2007, de quantos me passaram pelas mãos, se me entranharam na roupa e tantas vezes na pele, de como eu tive que estar em público a disfarçar fedores familiares e de como me tornei perita em limpar cocós em todos os locais e em todas as situações e posições possíveis e imaginárias. Eu e todos nós, pais e mães. Pós-Doutorados em "Cocó-Science". Quase sempre de ficção porque só numa Twilight zone como é a maternidade e a paternidade é que se aguenta tamanha dimensão, muito para além da 5ª! É todo um mundo paralelo!

O que é facto é que a miúda tem razão. A miúda está a crescer e eu ao deixar de me preocupar tanto com cocó estou a vê-la crescer e a saber coisas... e a começar, muiiiiiiiiiiiiiito lentamente é certo, QUE EU NÃO ESTOU INSANA!, a ter saudades de quando estas criaturas eram apenas bebés!

É assim que começa a haver em minha casa pessoas, pessoas "inteiras" que sabem umas coisas acertadas e eu começo a ter medo do que aí vem!

Ui, ui, agora é que vão ser elas! E eu estou bem servida de "elas"!

Ai gente! Tento na língua pessoas, tento na língua!

E mudando radicalmente de assunto, alguém tinha saudades deste tempo? Pfffff `pró São Pedro! Ainda é cedo e pior é que assim anima os histéricos do natal, e não tarda temos aí bolas e luzes ainda antes do verão de São Martinho!

E o Verão de São Martinho transporta-me para castanhas e jerupiga! Castanhas assadas e jerupiga fresquinha! Ah maravilha! É certo que "me prendem" um bocadinho, mas isso são lá assuntos para se ter aqui! ("Ai, ai a mãe!" dir-me-ía a pequena criança crescida! "Óooo mãeeeee!")

Jerupiga fresquinha, aaaaaaaaaaaah pá... É logo outra dimensão!


3 comentários:

  1. Ahahahaha !
    Ainda esta semana pensei nesta tematica. E agora o que é que fazemos com tanto know how ? Eu que não sou de desperdiçar ensinamentos aprendidos, ando em busca de novas areas de utilização, de uma nova direcção para a minha carreira perdida. Uma ETAR, talvez ?

    ResponderEliminar
  2. Ahahahaha !
    Ainda esta semana pensei nesta tematica. E agora o que é que fazemos com tanto know how ? Eu que não sou de desperdiçar ensinamentos aprendidos, ando em busca de novas areas de utilização, de uma nova direcção para a minha carreira perdida. Uma ETAR, talvez ?

    ResponderEliminar
  3. ah ah ah ah nem tinha pensado nisso de aplicar tanto conhecimento profissionalmente e começar toda uma carreira! Muito bom!

    ResponderEliminar