11.10.12

É Zen, é!

Tenho medo de malucos! Tenho um medo de malucos, inexplicável! E tenho um sexto sentido para doidos, infalível. Na mesma medida, atraio malucos, doidos, tresloucadas, pessoas com pouco juízo. Esteja onde estiver, se por lá passar uma pessoa desregulada está absolutamente confirmado que em menos de nada está a ensandecer à minha volta que nem uma lapa.

Não sou de lágrima fácil, mas se vierem para ao pé de mim, consumidores de medicação prescrita por psiquiatras então temos chorona! Não sei se rio, se choro, fico num estado de nervos paralisante.

Penso, mas porquê? E depois lembro-me do dia em que, teria uns 13/14 anos e desci a Morais Soares e uma parte da Almirante Reis à frente de um “tipo das cavernas” que grunhia e dava saltos tipo tarzan ou lutador de sumo. As lágrimas corriam-me cara abaixo de tanto rir, chorar, e do medo que me consumia… de tal maneira que só na Almirante Reis reparei que quem corria atrás do maluco era eu, porque esse no seu delírio já me tinha ultrapassado, e eu feita monga ainda corria desalmada rua abaixo! Acreditei mesmo que o homem vinha atrás de mim!

Começo hoje a desconfiar se não serei também uma desmiolada!

E penso, e se eu ficar realmente doida? Que tipo de terapia me poderá ajudar? Estou realmente preocupada porque acredito que já faltou mais para eu me passar de vez!

Comprimidos! Que não, quero estar acordada!

Psiquiatras! Que não, são mais doidos que os pacientes!

Terapias Zen! Pois que também não!

A começar pela esteticista que me fez a limpeza facial e cheia de boa vontade me disse:

- Agora deite-se aí, relaxe, oiça esta musiquinhaaaaa…

Não dá, pessoas! Aquela música caaaaaaaaaalmaaaaaaaaaaa, repetidaaaaaaaaaaa, zuing, zuing, zuing… o barulho do mar, sempre o barulho do maaaaaaaaaar em versão cd para a esteticista de bairro, na cave da loja, sem janelas, com vapores quentes na cara a tentar o (impossível) equilíbrio para me aguentar em cima da maca escorregadia onde estou deitada… zuing, zuing, zuing… zuing, zuing, zuing… Aiiiiii! Se virem uma louca a correr rua fora sou euuu, ensandecida, tresloucada! Com tanta cena Zen, zenei de vez!

Pessoas, eu tenho 36 anos e deliro com os Ramones, eu curto a cena PunK! Zuing, zuing, zuing é a morte do artista!

Tentei o ioga, ióga, o iôga, o yoga, se não acertei com a pronúncia, muito menos com toda aquela cena de contorção. Que até sabia bem no final, é verdade! Mas como aguentar o riso? Como aguentar não rir descontroladamente com a inicial saudação ao sol? Ainda que à noite?

Ramaláaaa Rxamanalá Ienliáaaaaaaa alé ali ramaláaaaaa?

Nunca decorei a letra! Estão a ver a falta de respeito? A “letra”? A “letra” Julieta Emília? Mantras ó lá o que era!
E depois tipos com o dobro do meu tamanho a arfar à minha frente, todos transpirados, e eu mesmo a ver, agora atira-se em prancha e onde vai aterrar? No meu tapetinho e salpicar-me de suor e SOCOOOOOOOORROOOOOOOO!

Pois que não dou para a cena Zen! Note to self: A visitar um templo budista só com 4 directas em cima para estar tão cansada tão cansada que não esbouçarei um esgar!

Ramaláaaa Rxamanalá Ienliáaaaaaaa alé ali ramaláaaaaa!

É Zen, é!

Assim o melhor é mesmo ficar doida! Sempre poderei correr Almirante Reis abaixo à frente de qualquer tresloucado a gritar: “Hey Ho Let`s GOOOOOOOOOOO!”

4 comentários:

  1. comprei a t-shirt dos ramones com essa letra nas costas para a minha filha de uma ano:D só fiquei com pena de não haver o meu número...

    ResponderEliminar
  2. Agora percebo porque me colei que nem uma lapa desde que descobri o teu blog... realmente nunca joguei com o baralho todo ;)

    ResponderEliminar