9.12.14

O meu primeiro momento jarreta.

Hoje, perante um semáforo dos infernos, e uma sorte marreca de ser a primeira da fila, estanquei.
Jarretei em todo o meu esplendor.
Como, até estava um nadinha para lá do campo de visão do sacana do semáforo, a minha posição não podia ser pior. Um nadinha chegada para a frente, com o volante a tocar-me no queixo e eu com cara de monga a olhar para a luz vermelha.
Só que o sol estava de frente para o semáforo.

Assim de chapa.
Portanto estar verde passou a ser uma mera suposição, um tiro no escuro, uma bala no revólver.
Como os entas se aproximam, aqui a vossa amiga não passou. Até porque me parecia mesmo que estava vermelho.
Desgraçadamente não se conseguia ver o semáforo dos peões, para uma pista.
E ali fiquei, especada.
E uma fila atrás de mim. E eu freeeeeze!E buzinas. Buzinadelas. Impropérios. E eu ali. Especada. A abanar a cabeça e a dizer que não, passem por cima, não vou passar o sinal vermelho.
Humilhantemente fui passada por uma nerd num chaço, tipo Kadett... castanho... porra tinha que ser castanho?... há lá pior, gente? E não me venham com moralidades, a jarreta sou eu, e por sinal também conduzo um chaço, portanto... tenho moral para chamar chaço ao carro dos outros... e estou quase nos entas...
A nerd passou-me, um tipo bufante passou-me, sempre ao som de claxons furibundos.

Até que um pára ao meu lado:

- Tá verde senhora, tá verde há muito tempo, senhora...

- Não está não, está vermelho...óooooooooo!

E a voz saiu-me esganiçada e eu sem um buraco para me enfiar... mas eu tinha a certeza, gente... a certeza...

- Tá verde senhora, tá verde há muito tempo, senhora... xiçaaaaaaaaaaaa!

Lá arranquei, porque atrás de mim um jipe da GNR parecia estar a querer ultrapassar-me.
Ai gente, será que estou de todo?
Deve ser de mais um ano a terminar e eu, assim, freeeeeze, na mesma, sem nada para assinalar do ano de 2014, freeeeze e sem bateria, nem cabos de bateria, para aqui especada, a ver se fica verde...
Há dias assim. E hoje é um desses dias.
Boa semana, pessoas!

Sem comentários:

Enviar um comentário