12.12.14

Uma prumada, várias famílias.

00:02

Eu, já refastelada para dormir, começo a ouvir o recém nascido de cima a começar a choramingar.
Do choramingar passou ao choro estridente que caracteriza estes pequenos seres, maravilhas da natureza que eu muito prezo… em suas casas, no seio das suas famílias, maravilhosos e fofos, mas com uma distância simpática, e sempre a lembrarem-me a minha dose, que me chegou muito bem, muito obrigada.
Sua mãe é uma das minhas vizinhas giras. Aquela que eu ainda não vi no pós-parto, mas que me dava um jeitaço que estivesse mamalhuda e a vestir 2 números acima… não sou santa, gente! por mim ela tinha ficado gorda e cuzuda… okai, okai, deus não dorme e o buda não vai emagrecer, e sim a minha vizinha de cima vai continuar gira que se farta… ai esta vida…
Bom, isto tudo para dizer que na prumada de cima, do lado direito, vai tudo muito bem, o puto chora, o puto berra, e só se ouve uma voz doce (gira e com a voz doce… buuuuuufo e reviro os olhos!): “O que foi bebé? Porque chora bebé?” E renhonhó, e renhonhó… e o puto que até deve ser um santo (que as giras, só têm santos, só têm o rabo pequeno e até nem gostam de pão com manteiga… buuuuuufo e reviro os olhos!) cala-se e não se ouve mais durante uma semana… rabos pequenos,  bebés dorminhocos… buuuuuufo e reviro os olhos! obrigadinha ó deus e obrigadinha ó buda e obrigadinha ao pessoal todo aí das sortes do reino dos céus!

03:11

Acordo, estremunhada e arregalo os olhos. A miúda de baixo grita e chora e com toda a certeza esperneia...buuuuuufo e reviro os olhos! A miúda grita, e a super mãe nem se ouve, a miúda grita e o super pai nem se ouve… não sei se alguma vez dos disse mas acredito piamente que habito no andar por cima de uma família onde o pai e a mãe devem ser super! supra-sumos da maternidade e da paternidade… os putos gritam e correm e correm e gritam e de vez a vez, muito de vez a vez, ouve-se um leve e doce ai ai ai...buuuuuufo e reviro os olhos! e sim, fazem as refeições a horas certinhas e cozinham todos os dias, e deve lá haver sopa sempre… o meu exaustor é todo um mundo, todo um mundo… e a miúda lá se cala e voltamos ao reino dos sonhos.

08:27 [a entrada na escola é às 09:00, tolerância até às 09:15, e entre nós e a escola existe a CRIL, a entrada na 2ªCircular, a Radial de Benfica, a descida de Entrecampos… a descida de Entrecampos…pos…possa! possas e semáforos… tantos… sempre vermelhos…os…ossas!]

É tudo à pressa… é tudo aos gritos… veste-te... anda cá, dá cá o braço... não faças a perna mole, assim não te consigo vestir os collants... come… come… vá mastiga! [Eu às vezes pergunto-me: o que é que estas miúdas dirão um dia na terapia? qualquer coisa como a minha era tão tarada que nos controlava a mastigação!?…]

 - Lava os dentes, esfrega bem, dos dois lados…

E elas paradas… a escova na mão… a pasta a cair… a 2ªCircular a encher… a mão languida…  a escova… a radial de Benfica… Lava os dentes!
Eu possessa a gritar em modo grunho das cavernas no pós inspirar de hélio:

 - Laaaaaaaavaaaaaaa os deeeeeentessssss! Esfregaaaaaa dos dois lados!

E sai-me em histeria… gritos… descabelo-me… mesmo… porque até a minha cabeça abana… a 2ª circular e a folha dos atrasos… "vai ter que assinar mãe… está atrasada, já são 09:22… tem aqui a folha… assine aí… a hora aí…"

Uma prumada.
Por cima a mãe do rabo pequeno e grrrrrr perfeito e com o bebé dorminhoco…
Por baixo a super mãe das rotinas tão certinhas…

No meio, eu. E a CRIL, e a entrada na 2ªCircular, e a Radial de Benfica, e a descida de Entrecampos… e a folhinha dos atrasos… e os dentes por lavar!

No meio, eu. A camisola acabada de vestir com a pasta dos dentes a escorrer.. não grites, Julieta! controla-te, Julieta! olha a tensão, Julieta! Olha o rabo da vizinha de cima, cada vez mais pequeno, nem que tenha 6 putos em 6 anos… essa não grita… nem se ouve… o puto chora à semana… a sério? A de baixo tem sopinhas... todos os dias... dizes tu... e o teu exaustor... um mundo o meu exaustor... todo um mundo!

 - Laaaaaaaavaaaaaaa os deeeeeentessssss! Esfregaaaaaa dos dois lados!

Uma prumada, várias famílias. Num prédio perto de si.

Bom fim de semana, pessoas!

4 comentários:

  1. Julieta... gosto de coisas fofinhas e lindas e inspiradoras. És uma lufada de vida real. Adoro.

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente: adoro! Identifico.me mesmo com a julieta, e eu que antes de ter o meu filho achava a vizinha de baixo completamente histérica! E olha eu agora! Karma é tramado! Boa semana!

    ResponderEliminar